g2h

level

terça-feira, 3 de março de 2020

Pedro e o Lobo

Há muito tempo, havia um pequeno pastor que se chamava Pedro e que cuidava das suas ovelhas nos campos de pasto dos arredores da aldeia.

Todas as manhãs, muito cedo, o pastor saía com o seu rebanho para a pradaria e ali passava horas e horas. Muitas vezes, enquanto via as suas ovelhas a comer, Pedro punha-se a imaginar coisas e a pensar no que poderia fazer para se entreter e fazer as horas passarem mais depressa.

Um belo dia, o pastorzinho, farto de contemplar as ovelhas, decidiu que seria divertido gozar um bocado com as pessoas da aldeia. Aproximou-se do povoado e começou a gritar:

- Socorro, socorro! Vem aí o lobo, socorro!!!!

Ao ouvir os pedidos de socorro do pastor, os habitantes da aldeia largaram tudo o que estavam a fazer e correram em auxílio do pequeno.

No entanto, quando lá chegaram, deram conta de que se tratava de uma partida de Pedro, que ria às gargalhadas.

Os aldeões ficaram muito aborrecidos e decidiram regressar às suas casas. Assim que foram embora, Pedro decidiu gritar de novo:

- Socorro, socorro! Vem aí o lobo, socorro!!!!

Desta vez, as pessoas acreditaram que era verdade e que, perante o lobo feroz, o pobre Pedro iria precisar de ajuda.

Mas, ao chegar perto dele, foram encontrá-lo novamente a rir a bandeiras despregadas. Desta vez os aldeões aborreceram-se ainda mais e foram embora mesmo zangados.

Na manhã seguinte, Pedro levou novamente as suas ovelhas para o mesmo pasto e ainda se ria ao recordar o que tinha acontecido no dia anterior. Não se sentia nada arrependido.

Mergulhado nos seus pensamentos, Pedro nem se deu conta de que um lobo se aproximava. Quando deu meia volta e deparou com ele, o medo invadiu o seu corpo. Ao ver que o animal se aproximava mais e mais, começou a gritar, desesperado:

- Socorro, socorro! Vem aí o lobo, socorro!!!! Vai devorar todas as ovelhas, socorro!!!

Mas, desta vez, os seus gritos foram em vão. Os camponeses não acreditaram em Pedro e não o foram ajudar. O infeliz pastorzinho ficou a ver como o lobo atacava as suas ovelhas, enquanto continuava a pedir auxílio, gritando uma e outra vez:

- Socorro, socorro! O lobo, socorro!!!!

Os aldeões continuaram a fazer orelhas moucas, enquanto o pastor via o lobo a comer as ovelhas. Então, Pedro deu-se conta de que tinha sido muito injusto para com os habitantes da aldeia e, apesar de ser tarde de mais, arrependeu-se profundamente e nunca mais voltou a mentir nem a aldrabar os outros.

Postagens populares